5 on 5: Counting Stars

5 fev

IMG_5177 edited

Madrugada. Post-correria. Vida-correria. Tic tac, menos 2 minutos de sono. Faltam só 5 horas para as 7:00.

Minha vida anda assim. Literalmente. Feita de pontos finais que pensam ser vírgulas. Feita de passos curtos que traçam longas distâncias. Feita de momentos de lucidez escondidos no fundo de um copo de vinho. Feita de formas estranhas em um emaranhado de luzes borradas. Feita de curtos minutos que amontoam-se nos cantos dos prazeres. E de experiências de vida tão profundas e misteriosas quanto poças de água que mostram inusitados habitantes.

Lately, não tenho tido tempo para postar. Sorry. Mas não podia perder o 5 on 5. Não queria perder a oportunidade de tirar a câmera do seu novo esconderijo. E cá estamos. As meninas decidiram por escolher uma música que tivesse marcado o mês/ano/vida/momento/dia. Uma música que marcou. Não sei desde quando, mas faz um tempo que associo Counting Stars do One Republic à minha nova vida. Me identifico com a letra, acho. E para ilustrar a música não consegui pensar em outra coisa que não… estrelas. Trancada em um apartamento, com muitos ensinamentos (frutos de cursos novos na manga) e pouco tempo para fotografar… o que fazer? Exatamente isso: apartamento, estrelas, brincar com a luz.

IMG_5172 edited IMG_5174 edited IMG_5175 edited IMG_5173 edited IMG_5171 edited

Uma estrela em cada cômodo. Um pouco de mim aqui, ali, acolá… e estou contando. Soltando vida, contando estrelas. Te dá sensação de ter uma tranquilidade nauseante por trás? Bem, era essa a intenção. Igual montanha russa. Igual contar estrelas. O brilho eterno no escuro. A mudança que vem no desejo de uma estrela cadente.

“I could lie, could lie, could lie… Everything that downs me makes me wanna fly” ♫

Não fuja da trilha da estrela cadente: Aninha ♥ Mércia ♥ Mirelle ♥ Grazielle

Com carinho,

A.

2 Respostas to “5 on 5: Counting Stars”

  1. Regina 26 de fevereiro de 2014 às 11:54 pm #

    Status atual.
    Contar estrelas.
    Momento escuro, conheço (intensamente)!
    A verdade, bem, é que às vezes, a estrela que tanto procuramos, não está está em outras constelações. Basta trocar o verbo, Ser estrela.
    Dentro de nós, está nossa própria estrela cadente.
    Se o desejo nasce em nós, cabe a nós realiza-lo.
    Me perdi em alguns caminhos. Obrigada, Escuro, por me obrigar a enxergar.
    Que sejamos, estrelhinhas cadentes!

    Bem, só queria deixar meu Oi, com muito carinho Ana.

    • anapalombo 28 de fevereiro de 2014 às 2:40 pm #

      U-au. Uau.
      Obrigada, Rê. Poucas palavras e muito significado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: