Contos de Fadas

28 maio

IMG_2643 edited

Estava com saudades desse meu canto :). As últimas semanas foram enlouquecidas por um novo emprego, que eventualmente vou querer desabafar por aqui, então não vai demorar para descobrirem o que é. Também não tem muitos segredos, mas anyway, foi por causa disso que atrasei  vários posts. Vou me organizar, prometo. Para voltar à rotina, que tal um livro? ;)

IMG_2653 edited

Acho que muitos já viram esse livro aqui ou ali. O nome já é chamativo para qualquer criança que um dia gostou de ler ou ouvir histórias. A edição em capa dura feita pela Zahar tornou o livro um item na minha wishlist de extremo desejo. E acho mais, acho que este é um livro que deve estar presente em várias estantes por aí. Homem, mulher, criança ou adolescente, não importa, quem pensa que o livro só fala de fadas, sapatos de cristais e lobos malvados está enganado. E talvez, assim como eu, até ficará perplexo com as barbaridades lidas, ou com o pensamento assustador de quão fundo a Disney mexeu com nossa memória.

Os contos são separados por autores:

  • Charles Perrault (1628-1703): “Cinderela”, “Pele de Asno”, “O Gato de Botas”, “O Pequeno Polegar”, “Chapeuzinho Vermelho” e “Barba Azul”;
  • Jeanne-Marie Leprince de Beaumont (1711-1780): “A Bela e a Fera”;
  • Jacob Grimm (1785-1863) e Wilhelm Grimm (1786-1859): “A Bela Adormecida”, “Branca de Neve”, “Chapeuzinho Vermelho”, “Rapunzel” e “João e Maria”;
  • Hans Christian Andersen (1805-1875): “A roupa nova do imperador”, “O Patinho Feio”, “A pequena vendedora de fósforos”, “A Pequena Sereia” e “A princesa e a ervilha”;
  • Joseph Jacobs (1854-1916): “João e o pé de feijão” e “A história dos três porquinhos”;
  • Anônimo: “A história dos três ursos”.

Sim, existe um conto repetido. Chapeuzinho Vermelho aparece duas vezes no livro, contada de duas formas diferentes, sendo que a segunda vez ela apresenta ainda um “final alternativo”. Pela data de nascimento dos autores, podemos ver que Perrault é tido como o autor original do conto, mas os irmãos Grimm dedicaram suas vidas aos estudos de história e linguística, recolhendo diretamente da memória popular as antigas narrativas, lendas ou sagas que foram conservadas pela tradição oral. Então, enquanto a versão de Perrault apresenta o final trágico da morte da Chapeuzinho (revelando a moral de “mocinhas lindas, elegantes e finas não devem a qualquer um escutar”) , a versão dos irmãos Grimm apresenta o caçador salvando a Vovó e a Chapeuzinho de dentro da barriga do lobo. E ainda “uma outra vez que Chapeuzinho encontrou um lobo“, as duas espertinhas não abriram a porta e ao tentar escalar pelo telhado o lobo morreu afogado dentro do cozido de salsichas da Vovó. Por que quem não gosta de finais “felizes” (não pra quem torce pelo lobo)?

Essas contradições e outras mais me surpreenderam. Só então percebi o quanto eu acreditei nas histórias da Disney que, como todos sabem, coloca sempre muita cor e felicidade onde nem sempre existe (não falaremos de Bambi, porque não consigo tocar nesse assunto ainda). Vocês sabiam que a Branca de Neve veste sapatos de ferro quente na madrasta e a faz dançar em público até morrer? Ou que as irmãs da Pequena Sereia ficam carecas para ajudá-la à voltar pro mar?

E não para por aí! Claro que o livro contém certos contos que não sabia nem da existência ou conhecia somente o personagem sem saber ao certo de onde veio, como o Barba Azul e o Gato de Botas.

# 2013: 21º

Título: Contos de Fadas
Editora:  Zahar
Páginas: 284

Skoob: nota 3/5

Como o livro possui tantos contos diferentes e sem ligação um com o outro, eu li sem pressa entre outras leituras, mantendo ele como uma “leitura secundária”. Mas sempre que o pegava, lia um conto inteiro que é bem curto e rápido, aliás. Não atrapalha os afazeres do dia-a-dia, pode ser lido para crianças e entretém da mesma maneira um jovem adulto. ;)

Com carinho,

A.

3 Respostas to “Contos de Fadas”

  1. sweetmardybum 12 de junho de 2013 às 12:15 am #

    Eu sou doida pra comprar esse livro. A capa é linda e dá vontade de ler os contos! E tem A Bela e a Fera e Cinderela *.* minhas princesas favoritas!

  2. Aninhahh 13 de janeiro de 2014 às 6:14 pm #

    Ai Ana…
    Esse livro está na minha lista de desejos a alguns anos…e sempre que planejo comprá-lo, outro passa na frente hahhaha
    Preciso comprar urgente ! Adorei tua resenha…

    Ain, como eu quero saber direitinho a história da Aurora…
    Desse ano não passa…

    Beijos !
    http://www.odocediariodasanas.wordpress.com

Trackbacks/Pingbacks

  1. Livros lidos em 2013 | Um journal de sorrisos - 11 de janeiro de 2014

    […] 20) Jogos Vorazes (S. Collins) 21) Em Chamas (S. Collins) 22) Esperança (S. Collins) 23) Contos de fadas (A. M. Machado) 24) Garfield: Garfield está de dieta (J. Davis) 25) Mãos de cavalo (D. Galera) 26) A Parisiense […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: