Arquivo | abril, 2013

Postcrossing IV

29 abr

IMG_1262 edited

E mais um Postcrossing chega. Uau, o mês passou tão rápido! Bom, para quem não conhece o Postcrossing, veja os outros posts aqui. ;)

Quem conhece sabe que no último mês eu recebi uma quantidade acima do esperado de cartões. Fiquei tão feliz que logo pensei que não receberia o mesmo tantos nesse mês – o que se provou verdadeiro. Não porque sou uma má pessoa ou porque eles não são legais, apenas porque todo o número de cartões que enviei demorou para ser contabilizado e foi tudo de uma vez. :P

Enfim, esse mês eu recebi dois cartões e enviei quatro. Para os cartões que ia enviar, mais uma vez inventei moda. Eu quis enviar umas coisas diferentes, então peguei cartões de publicidade da minha coleção. Eu sei, eles não são cartões postais, mas, para todos os efeitos, podem ser usados como tal. Escolhi apenas os que eram bonitos e tinham um amplo espaço atrás sem propaganda, sempre tentando manter o vínculo com minha cidade/país. Eu escolhi esses:

IMG_2246 edited

Esses dois são sobre a lei que diz ser proibido de fumar em ambientes fechados de uso coletivo em todo o estado. Não sei porque achei legal de mandar. Talvez ache importante. Fora que as ilustrações são bem feitas. O da esquerda vai pra Rússia e o da direita para os EUA.

Esses são cartões muito especiais. Além de lindos, o da direita possui um poema muito bonito que guardo com carinho como representação da cultura brasileira. Estou praticando o desapego quando envio eles para a República Checa e Alemanha, respectivamente.

Esses são cartões muito especiais. Além de lindos, o da direita possui um trecho da música “Maria, Maria” que guardo com carinho como representação da cultura brasileira. Estou praticando o desapego quando envio eles para a República Checa e Alemanha, respectivamente.

(Detalhe do poema)

(Detalhe da música Maria, Maria do Milton Nascimento)

Como disse lá em cima, esse mês só recebi dois cartões, mas ambos tão bonitos e com imagens tão belas… ! Olhem:

A Juliette da Ucrânia me enviou esse cartão com a ilustração de um livro de Gogol, o autor ucraniano mais famoso, segundo ela. Lá eles têm até um festival de artes com o nome GogolFest. Imagina se não se tornou um dos cartões preferidos?

A Juliette da Ucrânia me enviou esse cartão com a ilustração de um livro de Gogol, o autor ucraniano mais famoso, segundo ela. Lá eles têm até um festival de artes com o nome GogolFest. Imagina se não se tornou um dos cartões preferidos?

Big Iei from coldly Russia! Não só o cartão, mas o recado da Elli foi um amor. :)

Big Iei from coldly Russia! Não só o cartão, mas o recado da Elli foi um amor. :)

Não sei ainda se fiz a coisa certa em transformar cartões publicitários em cartões postais, vou ver o que eles vão dizer quando receberem. Claro que para cada pessoa eu mando um recado especial, leio com atenção suas descrições e tento combinar o cartão com a personalidade descrita, então não é uma ação completamente aleatória… Mas enfim. Antes de acabar, mais uma coisinha: o mapa (adoro e anseio em ver esse mapa cheio de traços de todas as cores)!

POSTCROSSING IV

Vermelho nos cartões enviados e azul nos recebidos. ;)

Happy Postcrossing! 

Com carinho,

A.

Book Depository

25 abr

IMG_2211 edited

O post de hoje tem uma razão de ser: contar minha experiência de compra no Book Depository. ;)

Eu já comentei aqui como conheci e fiquei ligeiramente viciada na série House of Night quando li, mas até então só tinha os cinco primeiros livros da série e a ânsia de continuar lendo falou tão alto que assim que fechei o último, corri para a internet para comprar os demais. Não hesitei em escolher o Book Depository por três motivos: 1) eu vi no blog da Mel que era um site confiável; 2) eu queria e consegui finalmente encontrar um site que conseguisse importar livros sempre; e por último, mas tão importante quanto: 3) os preços são ótimos e eles não cobram frete!

Fora todas essas razões há ainda um fator positivo: comprar pelo site é super fácil. Como?

1) Adicione os livros na cesta. Verifique se o livro que você escolheu é o certo, coisas como edição, paper ou hard back, editora e até número do ISBN devem ser verificadas. Pode parecer besteira, mas e se você quiser a versão britânica e pegar a versão americana? Um problema.

2) Clique no Checkout. O pagamento pode ser feito diretamente pelo seu cartão (tem que ser internacional, ok?) ou através da sua conta do Paypal. Eu prefiro utilizar o Paypal porque confio e já fiz várias compras por ele. Quem não tiver conta no Paypal e quiser utilizá-lo é só entrar rapidinho no site e abrir sua conta informando nome, número do documento, número do cartão, etc. Do contrário, só pagar com seu cartão que tudo dá certo do mesmo jeito.

3) Esperar. Primeiro eles mandam um e-mail confirmando o pedido. E algum tempo depois enviam um e-mail avisando que seus livros foram despachados. Eles NÃO avisam quando o livro chega e não dispõe de código de rastreamento. Eles mandam os livros separados, então não se assuste em receber vários pacotes.

Comigo foi mais ou menos assim:

Fiz o pedido dia 25/03.

O pedido foi confirmado dia 26/03.

Os pedidos foram despachados dia 02/04.

Meus pedidos chegaram são e salvos dia 22/04.

Desde o dia em que pedi os livros no site até o dia da entrega passaram-se 27 dias. Um tempo razoável para um produto importado. Claro, não se compara à Amazon (recebi um livro em 3 dias!), mas não paguei o frete, então eu deixo eles demorarem um pouco mais.

IMG_2206 edited

Só que apesar de todas as gentilezas (sim, eu ganhei 4 fofos marcadores de página) meu pedido veio.. confuso. Não se assustem, ele veio devidamente embalado e salvo de todo o mal. Só que, apesar de todos os avisos que li e comentei de conferir a edição do livro e blablablá, eu não recebi a edição que queria. A lombada dos livros novos é diferente da lombada da edição dos livros que tenho, o que, como todos sabem, não é saudável para a beleza da estante. E ainda, um dos livros é maior que os outros (!!!). Não sei como ou por quê eles decidiram fazer um (apenas UM) dos livros 2 centímetros maior, mas fizeram e… voilá. Agora tenho 9 livros diferentes: 5 com uma lombada, 4 com uma lombada de edição posterior, sendo um desses dois dedos maior que os demais. Ai, céus. Na próxima vez vou verificar se eles ainda fazem a edição anterior antes de me aventurar em compras sob estado de desespero literário.

Creio que é isso, sei a importância de relatar experiências de compra como essa porque muita gente pesquisa e avalia a confiança dos sites lendo posts com as experiências das outras pessoas. Então, aqui vai mais um à lista. Aliás, já tenho até uma lista de livros desejados no Book Depository. :)

Ah! Se estiver ansiosa e não conseguir parar de abrir o Book Depository, aproveite e dê uma olhada no mapa onde eles mostram as compras das pessoas ao redor do mundo. Achei isso mágico! hahaha.

Com carinho,

A.

Happy fifteen!

21 abr

IMG_0013 edited 2

Hoje vim mostrar um pouco do que foi acompanhar de perto a festa de 15 anos da minha amada prima. Como tradição, as festas de 15 anos tem todo um charme e glamour que extravasa qualquer paciência, mas tentamos nos adequar e fazer de toda essa parafernália algo divertido e prazeroso para todas as partes envolvidas. :)

Começamos com fotos. Muitas fotos, cenários, sorrisos e o que desse vontade. Fomos fundo até dizermos chega. E foi em um dos melhores ensaios que já fiz com alguém que tive uma das minhas fotos favoritas até hoje, que é essa foto que abriu o post e que foi também a foto do convite. Não queria aquelas coisas “normais” dos convites de 15 anos (letras coloridas em uma foto de close com 3 fotos ao lado feitas em studio com fundo branco/preto/azul) , então fiz uma pesquisa de fontes de texto e fiz toda a diagramação do texto em cima dessa mesma foto. Acho que ficou mais delicado.

Quando toda essa parte estava pronta, começamos o vídeo. Montei roteiro, cacei músicas (quer ver a playlist de pesquisa?) até no fim do mundo e fiz a Mari preparar um texto maravilhoso. Separamos em vários dias e fomos fazendo cada foto ou vídeo pensando em determinada frase ou parte do texto. Terminamos na quarta e quinta comecei a editar. Foram longos e árduos dois dias inteiros de trabalho, mas no final não consegui fazer combinar o áudio do texto com o restante do vídeo e a narração foi pro lixo. O resultado? Voilá.

É isso. Postei porque sei que muita gente procura inspiração nessas coisas e também porque não fiquei exatamente decepcionada com o trabalho. Rolou um sentimento muito forte de com-certeza-isso-poderia-ser-muito-melhor mas no final muitas pessoas falaram que gostaram e que ficou bom, então valeu a pena. ;)

Com carinho,

A.