Um dia (D. Nicholls)

9 fev

IMG_0277

Um dia foi uma história que me cativou antes mesmo de ver ou ouvir sobre ela. Me cativou pelo poster do filme, que é a mesma imagem da capa do livro. Acho essa cena tão apaixonante que meu lado menininha já imagina mil e um finais felizes, cenas românticas e tramas da Disney. Eu soube do filme antes do livro, vendo cenas do trailer por aí e desde então pensei: eu preciso desse livro! Bom, o universo conspirou a favor e desejei tanto que ganhei 2! Haha. Eu tinha visto que ele estava à venda na revista da Avon e pedi pra minha mãe comprar, ele chegou no mesmo dia que ganhei outro exemplar (só que não na versão econômica) de Natal da minha amiga linda. Não fiquei com os 2, minha mãe trocou o que ela havia pedido e eu li o meu presente natalino. :)

IMG_0278

A história relata o dia 15 de julho de dois amigos, desde o dia em que se conheceram, em 1988. E então conta o mesmo dia de cada ano até 2007. Parece confuso no começo, mas quando nos envolvemos com a história – o que é muito fácil – percebemos que o que queríamos saber no final do capítulo não vai ser contado na perspectiva do dia seguinte, mas do ano seguinte, só depois de um ano! É uma coisa que me impressionou durante a leitura, pois acredito que Nicholls teve plena capacidade em fazer com que toda essa confusão se encaixasse perfeitamente.

Emma e Dexter se conhecem na noite da festa de formatura e se divertem o dia seguinte inteiro, então seguem caminhos opostos. Mas mantém contato por cartas, uma amizade nasce, cresce e se fortalece. E o livro é baseado nessas vidas entrelaçadas por um sentimento  que não se desgasta com o tempo.

IMG_0279

Acho que vocês vão estranhar, mas algo que percebi e que me fez ver com outros olhos a leitura foi: é um romance escrito por um homem – que não Nicholas Sparks. Com a confusão mental das mulheres vista pro uma perspectiva masculina, com um quê do realismo tão característico do amor dos homens. Com cenas que aprofundavam os pensamentos de Dexter, tanto em sua embriaguez quanto lucidez ou que faziam de pequenos diálogos poços de diversão e sorrisos.

IMG_0281

“Você é linda, sua velha rabugenta, e se eu pudesse te dar só um presente para o resto da sia vida seria este. Confiança. Seria o presente da Confiança. Ou isso ou uma vela perfumada.” (NICHOLLS, p. 51)

A personagem Emma simplesmente me encantou. Escritora, professora, com um senso de humor incrível e falta de confiança em si mesma.  Me vi nela várias vezes, apesar de nunca ter olhado no espelho e visto algo nem que ligeiramente parecido a Anne Hathaway – como disse antes, conheci o livro pelo filme então não pude deixar de ver a Emma no corpo da atriz. Dexter não, para mim ele é outra pessoa, um tanto mais belo na minha mente do que o ator, como sempre. Ah! Foi por ter gostado tanto da personagem que tentei ilustrar nas fotos um “cantinho de escritora”, algo como imaginava ser a escrivaninha de Emma, seu local de trabalho.

IMG_0283

Desculpa, não consegui falar da história sem falar de alguns spoilers, espero que me perdoam. Foram leves, mas mesmo assim… spoilers! Sorry. Eu indico a leitura e a compra do livro, by the way. Já me peguei várias vezes relendo as partes marcadas do livro e me emocionando, de novo. Pretendo comprar outros livros do Nicholls, sua escrita, dinâmica e leveza me conquistaram. Espero que à vocês também.

#2013: 1º

Título: Um Dia
Autora: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 410

Skoob: nota 5/5

Com carinho,

A.

Anúncios

6 Respostas to “Um dia (D. Nicholls)”

  1. Louise 9 de fevereiro de 2013 às 4:19 pm #

    Um Dia é tão…. ah <3

    Mesmo achando uma leitura um tanto devagar em alguns momentos, também não consegui dar outra nota se não o 5 de 5. Não tem como não dar a classificação máxima! É uma história muito bonita e carregada de realismo, com a senhorita mesmo frisou.

    Suas fotos ficaram lindas (amei a máquina de escrever!) e aposto que a Emma pensaria a mesma coisa se visse hahahha

    Beijinhos,
    Louise.

    • anapalombo 10 de fevereiro de 2013 às 7:56 pm #

      Hahaha, que comentário doce. Adorei saber que Emma poderia partilhar da minha opinião. E até pensei em mencionar o fato de as vezes dar uma parada a história, mas gostei tanto do conjunto que achei “chato” falar isso, sabe? Ia me sentir uma amiga falsa ou coisa assim. Bobeira né? Enfim.
      Beijinhos! :)

  2. elbacynthia 9 de fevereiro de 2013 às 6:25 pm #

    *–* To pra escrever sobre esse livro desde que iniciei o blog, mas to sempre jogando pra frente. Ele ta na lista dos TOP 5 que eu mais amo. Como disse Tony Parsons “Todos os leitores vão se apaixonar por Um Dia, e todos os escritores vão desejar tê-lo escrito.” Simplesmente amo.

    • anapalombo 10 de fevereiro de 2013 às 7:58 pm #

      Exatamente! Ele ficou na minha lista de resenhas por um tempo também, porque gostei tanto que obriguei uma amiga a ler, haha. Pensei em colocar algumas citações de opinião sobre o livro que vêm nele, porque algumas, como essa do Parsons, dizem exatamente o que ele representa.
      Beijos!

      • elbacynthia 10 de fevereiro de 2013 às 9:38 pm #

        Isso mesmo, quando eu falar sobre esse livro penso em dar um “clicks” nas citações :D Bj

Trackbacks/Pingbacks

  1. Livros lidos em 2013 | Um journal de sorrisos - 11 de janeiro de 2014

    […] Um Dia (D. Nichols) 2) Melhores contos: Caio Fernando Abreu (M. S. Bessa) 3) A última carta de amor (J. Moyes) 4) […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: