Empreste livros que ♥

14 jan

[74-365D] Book shelf

Neste exato momento estão montando a nova estante que abrigará os livros da casa, sabe aquele sonho de ter uma estante até o teto só para livros? Então. Como não é viável ter uma dessa só no meu quarto a deixaremos na sala, abrigando não só os meus, como também os livros que são dos meus pais e irmão; pensamos que assim poderíamos nos livrar de pequenos espaços em cada cômodo que poderiam ser melhor aproveitados. O único problema disso tudo é: desapegar. Muitas são as vezes em que fico absorta pensando em nada só observando meus queridos livros… e agora que eles “vão embora” do meu quarto, estou praticando o desapego.

IMG_0138 ed

Como parte desse processo, decidi tirar umas últimas fotos da estante como ela está arrumada hoje (e depois mostro como tudo ficará lindo na estante nova :) e também mostrar uma certa particularidade da minha estante que acho que deveria ser mais praticada por aí. Sei que muitas pessoas, assim como eu, tem compulsão em comprar livros. Mas eu li… e depois? Desapeguem. O quê, dar os livros embora!? Não. Empreste-os! Sem essa mesquinharia de o que é meu não é de mais ninguém. Eu sou a mais chata do mundo para essas coisas, mas estou aprendendo a compartilhar.

Antes eu enviava junto com os livros um bilhete com algumas recomendações, do tipo: “Não coma, beba ou faça qualquer ação conjunta a leitura que possa cair nos livros ou danificá-los de qualquer maneira”; “Lave as mãos antes da leitura”; “Não transporte o livro na bolsa  de forma a deixar ‘orelhas’ ou ‘machucados'”, etc. Eu sei, era um saco. Até meu irmão tinha receio de emprestar meus livros. Mas meu ápice de chatice foi uma vez que emprestei um livro para a amiga da minha mãe e ela devolveu o livro com “lombadas” e rabiscos de flecha que ela fazia nos parágrafos que parava de ler (!!!!!)! Fiquei tão indignada que chorei (eu, criança?), quis ligar para a mulher e explicar que ela NÃO podia fazer isso com os livros de outras pessoas, mas claro que não deixaram. Tudo bem, eu superei. Desse em dia em diante decidi: não empresto mais meus livros.

Claro que há exceções na vida e um dia emprestei um para o meu namorado; dias depois fui na sua casa dele e encontrei o livro embaixo de um copo (seco e limpo, mas um copo), surtei. E ele? Calmamente me disse: “Ok, leva embora, mas por que compra livros se ninguém pode tocar?”. Pronto, uma simples frase reformulou todo meu pensamento.

IMG_0145 ed

Eu gosto de emprestar os livros! Gosto do processo de indicar um livro, achar um que seja a cara da pessoa e que sei que ela vai gostar. Tudo isso me encanta. Tanto, que já cheguei a comprar livros não porque gostaria de relê-los, mas porque sabia que tal pessoa ia gostar de ler e ia fazê-lo se eu o emprestasse. Eu mesma adoro ir a biblioteca pegar livros de literatura ou descobrir novos títulos e autores. Então, decidi: vou emprestar. Criei uma mini biblioteca para pessoas que sei que cuidarão bem dos meus livros, pessoas conhecidas. E para controlar tudo fiz fichas com o nome da pessoa, o livro que ela pegou e a data. Se faz muito tempo que ela está com o livro e não devolve, eu peço ele de volta – educadamente. Claro que não deixei de dar as recomendações, mas agora não as faço por meio de bilhete, e sim olhando fundo nos olhos da pessoa, assim elas sabem que não é brincadeira e o que ela está levando é importante pra mim.

Para guardar as fichas, usei esse porta cd que encontrei jogado por aqui. Prendi ele na estante, assim fica mais fácil ver quantos livros estão faltando na estante.

IMG_0143 ed

Essas são algumas fichas das pessoas que estão com livros emprestados no momento. Pelo que contei, são quase 20 fora da estante!

Já faz um certo tempo que faço isso e mesmo não tendo tantos livros para emprestar, as pessoas o fazem e gostam. Tem até fila de espera! E eles mesmo têm receio de ficarem “marcados” comigo e quando devolvem os livros tem a preocupação de certificar que eu anotei na ficha que eles já devolveram. Não é um amor? :P

E então, que tal levar adiante esse projeto? Empreste livros que ♥ para pessoas que ♥ livros! Afinal, compartilhar não é só clicar em um botão e colocar uma imagem bonita no perfil do seu facebook. ;)

Com carinho,

A.

7 Respostas to “Empreste livros que ♥”

  1. Louise 14 de janeiro de 2013 às 4:50 pm #

    Que fofinha! Eu gostei da sua ideia, mas confesso que ainda não consigo emprestar meus livros. Certa vez emprestei pra uma parente (meu livro preferido, diga-se de passagem) e voltou só o bagaço da laranja, bem dizer. Quamorri :~ Desde então, adquiri o hábito de não emprestar minhas crianças.

    Uma dúvida: qual o nome do objeto pregado na estante antiga, na segunda foto?

    Por fim, quero ressaltar que a sua coleção é muito linda e fiquei com vontade de ver a estante nova. Não esqueça de postar aqui, viu? hahahaha

    • anapalombo 14 de janeiro de 2013 às 7:34 pm #

      Ai que linda!
      Espero que passe o trauma de emprestar para destruidores de livros. Tenho só um caso de um livro emprestado que a minha tia ainda não terminou (faz 1 ano!), mas sei que ela é bem cuidadosa, então… acho que tudo bem, haha.
      O “objeto misterioso” é um apanhador de sonhos. :) Costumava ficar preso na lâmpada do quarto, mas achei esse lugar mais especial, hehe.
      Estou aumentando a coleção, vamos ver a té onde vai. E pode deixar que mostro a nova estante sim! Tenho um post especial pra ela.
      Beijo, Louise! :D

  2. Karine Monteiro 14 de janeiro de 2013 às 5:56 pm #

    Oi, tem um meme para você lá no meu blog, é o Campanha de Incentivo à Leitura :)
    http://semllimittes.blogspot.com.br/2013/01/campanha-de-incentivo-leitura.html

  3. lista de emails 16 de janeiro de 2013 às 12:13 pm #

    great site.

    • Marcia Santos 11 de junho de 2013 às 2:38 pm #

      Adorei o seu texto. Se autorizar vou utilizá-lo num dos encontros que realizo com o Clube de Lieitores de Santana BA. Claro que eu farei referencia a autora Aninha (blog Um journal de sorrisos). Abraço

      • anapalombo 11 de junho de 2013 às 3:50 pm #

        Obrigada, Marcia!
        Claro que pode usá-lo e, por favor, pode se referenciar ao nome completo Ana Carolina Palombo.
        Fico lisonjeada com sua atenção e espero que assim inspiramos muitas pessoas à emprestarem e tratarem os livros com o carinho que merecem. :)

  4. Jô Bibas 30 de março de 2014 às 9:47 am #

    Oi, Ana, cheguei aqui por uma indicação do blog Bibliotecas do Brasil. Como me identifiquei muito com o teu jeito de se relacionar com os livros, não resisti e coloco aqui um link com um post do meu blog que mostra o que aconteceu comigo e como acabei criando um movimento de livros espalhados por aí. Talvez você esteja vivendo esse mesmo primeiro passo…
    http://arteamiga.wordpress.com/2011/12/11/acervos-deixe-seu-livro-voar/
    http://www.freguesiadolivro.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: