Esclarecendo

8 out

Os primeiros dias de animação do blog vieram e fizeram uma boa festa na minha empolgação. Tão proporcional quanto fora sua ressaca. Fiquei 3 dias sem conseguir ler nada da faculdade, o que me permitiu rever minhas intenções com o blog e tudo o mais. E ainda, por outro lado, também reli várias vezes o primeiro post e percebi que aquela era uma Ana diferente. Não, não tão diferente assim. Só parece um post de uma menina de 15 anos, isso não implica tampouco que com 21 eu seja uma mulher poderosa, pelo contrário, continuo uma menina… Só que certas coisas mudam. Senti que se esse era o espaço que substituiria meu journal físico, então eu teria que ser um pouco mais eu mesma no jeito de escrever.

Talvez eu tenha refletido demais sobre coisas sem importância e tenha overeacted. Enfim, hoje vim expor meus objetivos com esse espaço, para lembrar-me deles sempre e ganhar animo para continuar (que nem quando fazemos listas de coisas à fazer: você já sabe de várias daquelas coisas, mas anotá-las e depois dar check! gera uma sensação de dever cumprido, satisfação ou algo do tipo).

O primeiro deles é: escrever. Eu tenho um horário de máxima inspiração, que ocorre sempre por volta das 11h (a.m. ou p.m., estranho né? Percebi isso esses dias). Quando essa inspiração cruzava com algum sentimento forte, seja de tristeza, felicidade, irritação ou qual for, eu me jogava nos meus “caderninhos de anotação” (não chamava-os de ‘diários’, achava brega e vergonhoso manter diários – sim era um diário e foram vários ao longo dos anos) e escrevia. Nunca fui dessas de ligar para as amigas e contar coisas pessoais, então ter um lugar para “desabafar” me acalmava, fazia melhor. Igual ouvir uma boa música que parece descrever o que você sente no momento certo, sabe? Mais ou menos assim. O engraçado é que muitas vezes me faço demasiadamente confusa e bipolar na escrita, tornando-a confusa e de difícil compreensão, mas mesmo assim as palavras refletem melhor o que eu sinto do que as palavras. Quando era menor e tinha coisas “sérias” para conversar com minha mãe, escrevia uma carta para ela e deixava em seu travesseiro; dali uns dias o mesmo envelope estava no meu travesseiro e assim por diante continuávamos nossas conversas, até ficar tudo bem. :)

O segundo objetivo é: finalmente ter um journal! Um journal se difere de um diário porque contém… bem, tudo o que quiser: reflexões, desenhos, fotos, poemas, músicas, etc. Já o diário é onde você conta sobre o seu dia, o que aconteceu, como, em que situação, quem fez o que e tudo mais. Entende? A diferença está basicamente em um ser um espaço aberto para reflexões sobre si mesmo enquanto o outro se atém aos detalhes rotineiros que compõe sua vida de fofocas (eu fiz uma pequena pesquisa no google pra colocar esses detalhes, ok?). Pelo jeito, quando se é criança (ou não), é bem mais pertinente esconder o diário embaixo do colchão e levar o journal pra todo lado. Enfim, aqui vou tentar ilustrar os posts com minhas fotos, desenhos e afins. O famoso “Querido diário” vai se tornar o meu “Hey, journal”. (Categoria: My Journal)

Foto por P.

Foto por P.

Terceiro objetivo: criar e manter uma história. Desde quando vivia nos mundos de RPG do Harry Potter (ah!, bons tempos) eu tinha uma certa ideia de uma história que gostaria de escrever. Não era boa nem com meus próprios posts no RPG na época, daí desencanei. Agora, com um espaço meu de aventuras na escrita, pensei “por que não?”. E, sinceramente? Me empolguei! Só que, infelizmente, vou me dedicar pra valer nisso apenas quando terminar a monografia. Até lá, vou montando e planejando a história que, particularmente, estou achando bem interessante. (Categoria: Romance de iniciante)

Um outro objetivo é manter uma categoria chamada Diário de Viagem e tanto transcrever os diários de viagem que tenho quanto, claro, sempre escrever outros com novas viagens! Quem não gosta de viajar? Vou dividir os dois diários que tenho por dias, então serão 7 posts sobre minha viagem à Machu Picchu (outubro/2011) e 3 posts sobre minha viagem à Montevidéu (julho/2012), por enquanto. Já organizei-os em diários físicos mas várias pessoas me pedem pra ler então é melhor disponibiliza-los online pra galera ver. E como foram muuuitas fotos tiradas, aqui vou poder ilustrar melhor cada dia que passei me divertindo em terras desconhecidas. Yay!

E, por fim, o último objetivo (até agora) é documentar e disponibilizar minhas vontades artísticas com a categoria DIY (Do It Yourself – nosso famoso ‘Faça Você Mesmo’). Tenho várias vontades e aventuras que vão desde fazer pulseiras de miçanga + latex à criar uma estante pro meu quarto. Então será, no mínimo, divertido manter essa categoria.

É isso. Com o tempo me acostumo com esse novo universo paralelo.

See ya!

A.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: